Nu agora;

Tento manter o equilíbrio.

Equilíbrio este que desfalece a cada gota de saliva envenenada que engulo.

O vinho desce doce pela garganta amarga.

Preciso de cada gota para banhar-me a alma.

O ser humano é abominável.

Cansei-me da hipocrisia que impera.

Pessoas que usam a palavra amor como papel higiênico.

Cansei-me de me cansar disso.

Neste momento, recebo um beijo doce do meu filho...raízes brotam em meus pés...

A vida renasce por um instante.

Cai uma gota de vinho,

Parece sangue,

Parece vida,

Parece o fim,

O ponto,

O nada concretizado.

Talvez seja o caminho,

Quero uma taça pós outra...quero vida!

Meus versos se quebram como um cristal fino,

e a simplicidade do pôr-do-sol ensina-me  a tranqüilidade.

Na terra do faz de conta, tudo pode acontecer e tudo pode ser transformado.

Não morre. Espera.

 

[ ver mensagens anteriores ]
Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher, Arte e cultura, Música, livros, natureza, cristais, yoga,poesia
Visitante número: